segunda-feira, agosto 24, 2009

... livros.

Chego em casa louca pra ler alguma coisa. E quando não consigo parar pra ler nada da minha própria estante e nem sequer Scribd me ajuda, eu penso que está na hora de renovar minha biblioteca, cheia de obras remanescentes da minha época de "exploradora dos confins do universo quântico mirim". Não que eu ainda não seja a tarada por cosmologia e teoria físico-espacial que eu sempre fui. Mas minha mente demanda algo mais humano! Leitura que me inspire de alguma forma que não a de sonhar com multiversos e vida extraterrestre, mas com a natureza humana. Também não histórias estúpidas e feministas que voltaram à moda junto com os romances de seres sobrenaturais em contextos fracos do cotidiano. Arte - a velha senhora que ecoa dentro de mim. Quero bons livros!

Vou chamar o Rapha (a quem sempre procuro estimular o hábito da leitura) para nos prepararmos para próxima Feira do Livro e enriquecermos nossa futura biblioteca. Até lá, estaremos satisfeitos com leituras mais esporádicas e nosso constante intercâmbio cultural, entre descobertas, críticas construtivas, trocas de conhecimento empírico e preferências artísticas. Yeah!