sábado, janeiro 30, 2010

Hoje minha mãe me levou pra veterinária ver um filhotinho de bull terrier. Um cabecinha de tubarão lindo e assustado de três mêses, escorado no meu colo, lambendo meus dedos e bocejando o tempo inteiro... por um momento quase o levei pra casa, quase paguei a vista, dei-lhe um nome e uma caminha do lado da minha. Mas aí me lembrei que eu queria branco, e que eu não deiva escolher sem ele.

De alguma maneira ou outra eu sei que aquele cusquinho me arrancou um pedaço do coração. Meu filhotinho deserdado. Como somos patéticos.

Nenhum comentário: