domingo, maio 02, 2010

Em dia de grenal, eu sou um ser a parte do universo

Certo. Desde que me conheço por gente, visto a camisa do Grêmio por "'honra" ao meu pai, que acompanha o timão de onde ele estiver... mas cá entre nós, nunca gostei de futebol. Nunca fui a um estádio, nunca chamei o juíz de filho da puta, nunca convidei o pessoal pra se entragolar e assistir jogo no buteco do alemão, ou colei adesivo do mosqueteiro no capo do carro. É fato: não consigo passar mais de uma hora vendo homens correndo atrás de bola sem começar a ter tiques nervosos ou a viajar, mas de forma alguma eu nego o talento dos jogadores ou o charme do gingado brasileiro sobre o gramado. Not at all. Só tenho uma enorme dificuldade de me livrar do senso crítico que conclue que futebol é apenas mais outro conglomerado encarregado do controle de massas e uma maneira bastante sedutora de incitar pessoas a gastarem dinheiro para serem aceitas em um grupo social sem elite vigente - os torcedores. Não tenho paciência para torcer por quem não trás diferença alguma pra minha vida e que ganha por mês, mais do que eu poderia receber em 10 anos. Não meus caros... vocês verão aqui uma mãezona fanática torcendo pelos filhotes nos jogos intercolegiais, não em um bar defendendo um time.

Enfim, acho bonita a cultura que se instaurou no país ao redor de um único esporte. Só, infelizmente, não faço parte do grupo. Sou Pâmela - a alienada, deitada no quarto, ouvindo drum & bass.

:(

Ps: Festa de aniversário com Bohemia, Polar, milhares de docinhos e xinukinhos?! Não tem santo divino espírito que agüente. Segundo dia de dieta: FAIL.

5 comentários:

Mila disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Pâmela Martini disse...

ah ta... pq eu nem li.

Rafael disse...

O que seria exatamente um "bagual"?
De qualquer forma, muito obrigado pela visita.

Abraços.

Rafael disse...

"Êgua!", depois de uma rápida busca no google é que entendi. Eu aqui no Nordeste nunca tinha ouvido, reproduzi um "Êgua!" mais na verdade nem sei se por aq se fala assim ainda, não sou um nordestino nordestinado, isso ate faz falta um pouco...
Mas, respondendo tua pergunta, sou eu que escrevo sim.

Abraços.

Pâmela Martini disse...

hahuahuahuahuhauahuhuahauhua! ri muito agora!