sábado, maio 01, 2010

Eyes full of love me


(Fraulein Lola e Herr Machuca - por trás das grades pra evitar briga com o time da casa hahaha)
Anteontem eu torci meu pé e tive que esperar que meu tio me buscasse na estação São Leopoldo. Enquanto isso, uma matilha de 3 cuscos acabou me acompanhando até o banco em que sentei, e lá ficaram como de praxe. Já ontem voltei pra casa, mais uma vez acompanhada pelos meus dois cusquinhos favoritos da estação (foto). É incrível como essas criaturas são companheiras e carentes... e eu não dou a mínima se eles estão sujos ou com alguns sinais de sarna aqui e ali, a babona brinca e se suja com esses fucinhudos coisudos - bem louquinha. Acho que é um mal de família ter esse amor incontrolável por animais, sempre tivemos o costume de adotar cusquinhos de rua (vide o Paço-preto, a velhinha, a Anita, a Smilinguida, a Maio, a...), e agora que teremos uma legítima médica veterinária em casa, estaremos completos, até que enfim.

Pena que já temos muitos cuscos. Por mim isso aqui viraria um canil, um gatil, um serpentário, etc e tal.

ps: Finalmente consegui postar a foto! Blog de méérde!

3 comentários:

Van. disse...

Animais sempre "perseguem" pessoas que eles sentem que os amam. Às vezes eu nem chego a olhar direito pro bichinho e a criatura já vem toda se abrindo pra mim. É inexplicável. Os olhinhos deles estão cheios de amor mesmo. Eu também não dou à mínima se eles estão sujos e meio doentinhos não, pelo contrário. Eu quero mais é tentar sanar pelo menos 1% da carência desses bichinhos. Pareço uma criança e retardada, mas é uma das melhores coisas do mundo. =D Acho que não tem nada que me deixe mais feliz do que brincar com os vira-latinhas da rua e ver a alegria nos olhinhos e nos rabinhos ^^ deles. Mas feliz mesmo, eu vou ficar quando puder fazer BEM mais. Animais, no geral, são a minha vida. Não é à toa que eu escolhi cursar Biologia.

Pâmela Martini disse...

É TUDO mesmo guria! Bah e que afuder... é certo que nossas mentes romanticas de estudantes sempre têm as melhores das intenções guardadas para o futuro, infelizmente é muito dificil conseguir ajudar todos esses lindosos do jeito que a gente realmente gostaria, principalmente pela falta de verba e conscientização geral das pessoas que não ligam muito pra caridade. Na Alemanha, em vários mercados, há centro de coleta de doações de alimentos e dinheiro para os canis das cidades, e sempre que eu via na minha cidade, tava cheio.
Esse mês ainda, vou pro canil de são léo ver oq eles estão precisando, eles sempre precisam de uma mãozinha.

Anyway... boa sorte na tua vida profissional amante dos cusquinhos.

beijoka guria!

Van. disse...

Realmente a Alemanha, como em TUDO, é BEM mais desenvolvida nesse aspecto também. Eu já vi matérias incríveis e que angústia ver que aqui as coisas estão tão atrasadas. Se eles não cuidam nem direito das pessoas, quem dirá dos bichinhos. Ixi. Mas tudo bem, tentar fazer o que estiver ao nosso alcance já ajuda um tantinho, que seja. É, mas é bem conveniente que mantenhamos a nossa mente romântica de estudantes. Não podemos ajudar a todos, mas cada bichinho é único e mesmo que ajudado separadamente, já é um ganho. Ahh, já fui ali no Canil de São Léo... É o mais perto da minha casa. ^^ Sim, em todos os lugares eles sempre precisam. No meu caso, já que eu ainda não tenho grana, eu ajudo com carinho mesmo (ah, eles tb sempre precisam pra dar banho nos bichinhos né?). Tudo bem que isso não alimenta, nem cura (bem, deixam eles mais alegrinhos), mas é o que eu tenho pra oferecer, POR ENQUANTO. Adorei saber que tu és uma amante dos “cusquinhos” também. É muito bom saber que existem pessoas assim...

Ah, obrigada... =D

Beijinhosss ^^