terça-feira, outubro 07, 2008

00:35 a.m.

(...)
Quase impossível pegar no sono, e as conversas aleatórias vinham de minuto em minuto entre uma posição e outra:
_Como te sente sendo R.?
_Me sinto pequena de mais pra ser R..
_Acho que mesmo aqui prefiro continuar sendo P..

Não é pra entender, mas noites assim me fazem chorar de tão bonitas e simples.

Nenhum comentário: