terça-feira, fevereiro 17, 2009

13 = 6


Não adianta, a gente planeja tudo, quebra a cabeça, e na hora sempre tem aquela porcaria de detalhe que fode com tudo... e tudo estava pronto, estava decidido e montado na minha cabeça com a carta, o cenário, iluminação e figurino perfeitos numa cena memorável, digna de cinema. Mas eu relutava em contar pra ele... além de inusitado, aquilo deveria ser surpresa....... pra quê?... Depois de uma noite embalada pelo Mr. Murphy em pessoa, algumas horas de extravagâncias no Manara e dois bebinhos dançando Prodigy (a dita cuja) no quarto às 3 da manhã, não era outra a não ser deitar a guliver no travesseirinho e perder a hora marcada... M****! Já era, no donut for you today! Azar... nada melhor para amenizar uma decepção dessas do que uma fornada de pãezinhos de queijo fofos engordativos, sushi, cinemminha no Moinhos e aquele maldito "Kaiser Chiefs" preso na ponta da língua, enquanto nossos planos foram inevitavelmente adiados para o próximo final de semana.

Despite the frustrations, sunday night, fazia horas que não sabia o que era me divertir tanto ao lado dele. Ainda me pego surpreendida comigo mesma por ser capaz de sentir tudo isso por alguém, depois de superar o balde de ceticismo que eu fui. Six months of non-stop loving you monster! Os primeiros de muitos últimos!

2 comentários:

Gothik disse...

Pame... anda bem que a gente só esquece nome de banda, pq o amor que temos entre nós, é impossível de esquecer... te amo mais do que um dia tu possa vir a conceber que alguém possa te amar... minha vida bicuda branquinha.......

Pequena. disse...

Fico feliz em saber. Nossa vida não combina com parsimônia mesmo.