quinta-feira, janeiro 20, 2011

New day, new place.

São 1oh da manhã. Enquanto o mundo trabalha eu fico aqui sentada e ofegante, me recompondo de um surto-energético-party-monster que terminou num resbalão sobre uma poça de amor líquido desse bulldog francês troller do caramba.

Mesmo assim eu rio, pensando que, apesar de todas as merdas e correrias, nada poderia pagar o prazer de uma vida em modo shuffle.

11 comentários:

Anônimo disse...

shuffle não tem C.
fikdik

Martini disse...

Scheisse tem!

Priscila Palacci disse...

ô criatura tosca! bom saber que ainda vive.

Luana disse...

Animação, animação

Anônimo disse...

como você é paga-pau
vá te embora para os eua se quiser falar ingles!
ah não pode ir?
então fale portugues
coisa esdruxula

Martini disse...

Desculpa querido. Sou cidadã do mundo e acho ridículo esses lances ufanistas modernos.

Gosto de misturar línguas. Afinal, escrevo primeiramente para mim, sem me preocupar muito com terceiros leitores.

Mas valew pelo exdruxula. É uma super definição pra mim! :D

Anônimo disse...

Possily who wrote the comment about the English stuff, is a pseudo-gothic-faggot, who do NOT know how to speak any other language.
Kinda jealousy thing, don't you think?
But what to expect from those people who don't even know how to speak their own language?
P.S.: Maybe tomorrow you'll have a "google translator" answer to this comment. LOL

Martini disse...

Never cared to know about things that doesn't affect me. Maybe who wrote this answer right back before me, must be damn insecured about his self so he needs to talk down everyone to feel better about his existence.

Anderson Reichow disse...

... a noite vira um intervalo negro entre um dia e outro.

Eu mal corri o olho pelo blog e saltei no marcador "dream, dream, dream". Acertei em cheio! Me deparei com essa baaaaita frase, que é digna duma baaaita análise. Aí tu dizes que tem vários insights desses por aqui. Ok, resolvi ficar pela tag e atirar a rede pra ver se pescava alguma coisa.
Dito e feito. Até cataloguei.

...daqueles olhos de tutora

...sonho bélico

...sumida atrás da touquinha e dos cachecóis de algodão xadrez

...um cheiro de coisa que não existe

...dançavam uma música duvidosa

Aí me fui pra uma outra tag, bem rapidinho. Só pra matar a curiosidade.

...timbres resfriados e ternos.

Realmente, o blog tá cheio desse tipo de sentença.

Tem um talento literário fodão nessas articulações todas. Mas a minha preferida foi "timbres resfriados e ternos". Especialmente porque isso tá no meio de uma cena de inverno, ou pré-inverno (texto original: http://goodbyevelveteenkiss.blogspot.com/2010/04/hoje-o-ar-esta-atipico.html). Aí parece que tu mediste as palavras com régua... se o leitor repete isso em voz alta (timbresresfriadositernos), consegue dizer tudo num só fôlego, e de tanta consoante os dentes "batem", reproduzindo a tremedeira do frio, do "resfriado". Os estalinhos dos dentes fazem o "timbre" ser perfeito, por causa dos dois "T" em "timbres" e "ternos" e do “D” em “resfriaDos”....fora o arremate, o "fr" (resFRiado), comum som interessante, lábio-dental, de quem tá com frio e dificuldade pra respirar. PERFEITO!


Essas frases são teu ponto alto, embora eu acredite que sejam despretenciosas. Já pensou em investir em alguma narrativa ficcional mais longa, ou contos mais formatados? A tua forma de expressão (eu diria, meio sonâmbula, como se tu fizesse o leitor sonhar junto contigo) é muito boa pra esses relatos pessoais, mas, bah, com honestidade, é um desperdício ficar “só” nisso. Tens talento! Várias pessoas (aí eu me incluo, pq também escrevo) se cagam perna abaixo pra produzir com planejamento o que tu fazes por acidente.

PS: postei aqui porque me perdi no meio das publicações. Esse comentário não tem nada a ver com essa tua postagem do topo, hehehe.

Abç!

Anderson

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Fui muito assídua deste blog. Tenho saudades dos teus post! Espero muito que voltes a escrever garota, tens um dom incomparável!