domingo, maio 10, 2009

No longer a martian.

Confesso que passei os últimos dias rodeada por uma nuvem negra que contaminava meu humor e abstraía meu senso de discernimento. Mas depois de bater a cabeça algumas vezes tentando contornar o deficit cognitivo, descobri que isso poderia, na verdade, ser tão natural quanto imaginava e não adiantava tratar de outra forma: virei uma mulher completa dos pés aos ataques psicóticos nervosos e curvas hormonais bruscas, graças àquele desgraçado que me tem a vida nas mãos, e talvez as pílulas. Sim, as pílulas. Poisé. Eu. Aos poucos vou descobrindo como lidar com essa gama de novos sentimentos sem entrar em colapso nervoso tentando provar o contrário e, apesar de muitas vezes a tarefa ser difícil, fico feliz por ainda não ter recorrido a ajuda profissional efetivamente. Sou mulher, mesmo fazendo cara feia. Tenho as vezes que lembrar eu e ele disso...

Te amo trouxa. Juro que sim.