quarta-feira, junho 30, 2010

Não consigo medir o que falo quando sinto muito forte alguma coisa. Não importa se for amor, raiva, ciúmes. Se eu falo é verdade, mesmo que daqui a 15 minutos eu tenha que desmentir tudo. Mesmo que eu meta a cara numa furada de vez em quando.
Meu coração vaza pela boca, e não me permito traí-lo.

Nenhum comentário: