sexta-feira, junho 25, 2010

No embalo...

... acabei recordando essa nova moda infeliz de 'pseudo-fãs-de-última hora', claramente vista após a morte de celebridades, como Michael Jackson (que eu 'não' gosto, mas respeito) e, obviamente, Saramago (que pouco-quase-nada li, mas reconheço sua importância para a literatura portuguesa). Penso até onde vai a futilidade das pessoas ao fazerem questão de se enquadrarem e/ou chamarem a atenção através de demonstrações desesperadas de falsidade, e tenho vontade de me entregar à claustrofilia mental.

Um sincero refúgio hermético.

3 comentários:

Pâmela Martini disse...

aquilo foi uma 'sacadinha' com a morte de um ateu... cara, tu é tão tapado assim?

l.gr disse...

Eu também não gosto, mas respeito o MJ e já li bastante e gosto muito do Saramago, apesar de discordar dele com relação a algumas posições políticas. Mas também tenho a mesma sensação que tu em relação a necessidade de engajamento que transcende a questão intelectual e cultural, é um falso conhecimento ou um conhecimento superficial simplesmente pela aparência. Com essas pessoas 5 minutos de conversa bastam pra ir tudo por agua abaixo. :)

Pâmela Martini disse...

é... por pura e simples ostentação.

tenho saudade da época em que as pessoas eram mais convictas em relação a gosto e posição.