quinta-feira, agosto 12, 2010

Sabe felicidade? Sabe aquela porcaria de sorriso cretino que faz todo mundo sorrir junto, misturado com todo o tesão que se tem pela vida? Impossível broxar... eu quero mais motivos pra morrer feliz. Quero me afogar nesse mundo clandestino, ser presa por atentado ao pudor, quebrar a mão no nariz de um cara, dançar sem música, beber vinho importado no bico em plena quinta feira e amar sem fazer força. Ser a mão por baixo da outra, ser confidente de todas as pessoas do mundo, guardar pra mim o que há de mais obscuro no ser humano. E nem o diabo vai poder me comprar, nem os anjos me resgatarão, pois serei dona dessa felicidade virulenta que não examina hospedeiro... entra porta adentro e atira.

Nenhum comentário: